segunda-feira, 28 de abril de 2014

Abril Pro Rock 2014 - Cobertura

Dune Hill

Neste último sábado (26/04/2014) foi o ‘Dia do Metal’ na 22ª edição do Festival Abril Pro Rock. A noite atraiu um público de 7,5 mil pessoas para assistir grandes nomes não só do metal, mas também do Punk e Hard Core nacional e internacional.

O primeiro show, ainda com um pequeno público dentro do Chevrolet Hall (Olinda – PE), ficou por conta da banda pernambucana Dune Hill e seu hard rock de muita energia com direito a cover do Motörhead. 

Monster Coyote

Krow


Desalma

Seguindo a noite com a banda Monster Coyote que veio de Mossoró (RN) para apresentar um pesado Stoner Rock e a banda mineira de death metal Krow.

Quando a Banda Desalma entrou no palco para sua apresentação a casa já estava cheia e o público presente interagiu com um grande circle pit (roda punk). 

Conquest for Death 

Olho Seco

Os norte-americanos do Conquest for Death mostraram muita energia em um repertório que é uma aula de hard core/crossover.  
Em seguida uma lenda do punk, a banda paulistana Olho Seco, subiu ao palco e fez o público cantar grandes hinos do punk nacional em um show lendário.  

 Mukeka di Rato

Hibria

O Mukeka di Rato veio posteriormente  com muito punk/hard core, enlouquecendo o público presente. Logo em seguida foi a vez do competente metal melódico dos gaúchos do Hibria, um forte nome do metal nacional em mais um show cativante e de muita técnica musical.

Chakal

Os mineiros do Chakal apresentaram um show cheio de clássicos do thrash metal nacional. Quando a banda norte-americana, Havok, entrou no palco, o público já mostrava um pouco de cansaço, mas não o suficiente para deixar de agitar em um dos shows mais esperados da noite. 

Havok

O Havok mostrou porque é um forte nome do thrash metal mundial na atualidade, com muita técnica, rapidez e agressividade. 

Kataklysm


O Kataklysm, uma das bandas mais respeitadas do death metal na atualidade, em sua primeira passagem pelo Brasil, fez um show sólido, agressivo e moderno.

Obituary

Finalmente, era a vez da banda mais esperada da noite, uma lenda do death metal e responsável, junto com outros grandes nomes como o Death, Morbid Angel e Deicide, pela consolidação do gênero no mundo.

Diretamente da ensolarada Florida (EUA), o Obituary, pela primeira vez em Pernambuco, veio com uma turnê especial, Classic Set-List Take Over, com clássicos de seus três primeiros álbuns. O público presente ficou extasiado aos escutar os riffs marcantes e vocais agressivos que fizeram história para o metal mundial. Um repertório de clássicos tocados por verdadeiras lendas do metal. 


E assim, a 22ª edição do festival Abril Pro Rock encerrou o seu tradicional dia do metal. Depois de uma maratona de shows de grandes nomes da música nacional e internacional, era evidente, que o entusiasmo do público no começo da noite era o mesmo ao final. Mais uma vez o Abril Pro Rock mostrando porque é um dos festivais mais importantes da América latina, com muita organização e um set de bandas incríveis.

JP Chaves

Fotos: JP Chaves


Mr.Groove

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Tribo Livre Apresenta: Reggae and Dub


Evento criado pela galera de Santa Cruz do Capibaribe/PE visando reunir todas as tribos em busca da difusão da cultura alternativa local.
A atração que vai sacudir a noite é o DJ Mecinho Groove, trazendo muito Reggae & Dub em sua bagagem sonora.

O evento é totalmente GRÁTIS e começa a partir das 22h na rua do canal (atrás da prefeitura).

Maiores informações:

Mr.Groove

terça-feira, 25 de março de 2014

Casarão das Artes - Belo Jardim/PE


QUEM FAZ A CULTURA DE BELO JARDIM É O POVO! e domingo dia 30/03 a partir das 15h no distrito de Serra dos Ventos não será diferente. Ocuparemos o casarão centenário propagando a cultura local unindo vários seguimentos como: Exposição de arte, Performance artística, Música, Fotografia e Moda.
O evento terá entrada grátis e contará com as seguintes atrações: Exposição – Ana Veloso, Performance artística – Adones Valença, Música – Dub & Poesia (DJ Mecinho GroovePierre Tenório e Edson Kajuru), Exposição fotográfica – Wagner Moura, Moda – Ateliê de rua (Nanda Mendonça). Participe e valorize a cultura local!

Mr.Groove

quarta-feira, 19 de março de 2014

Abril Pro Rock 2014 - Programação


Sexta-feira (25/04)
abertura dos portões 20h

Tributo ReiGinaldo Rossi
The Rossi convida Cannibal, Fábio Trummer, Isaar, Ortinho, 
Tulipa Ruiz, China, Zé Manoel, Johnny Hooker, Aninha Martins,
 Juvenil Silva e Ylana
Autoramas + Renato Barros (RJ)
Felipe Cordeiro (PA)
Tulipa Ruiz (SP)
Sebadoh (EUA)
Johnny Hooker (PE)
Orquestra Betodélica (PE)
Bárbara Eugênia (SP)
Trummer SSA (PE/BA)
Daniel Groove (CE)
Joanatan Richard (PE)

Sábado (26/04)
abertura dos portões 18h

Obituary (EUA)
Kataklysm (CAN)
Havok (EUA)
Chakal (MG)
Hibria (RS)
Mukeka di Rato (ES)
Olho Seco (SP)
Conquest for Death (EUA)
Desalma part. Bongar (PE)
Krow (MG)
Monster Coyote (RN)
Dune Hill (PE)



Maiores informações:
http://www.abrilprorock.info/

Mr.Groove

quinta-feira, 13 de março de 2014

Afrobeat & Poesia - Belo Jardim/PE


Sábado dia 22/03 a partir das 20h o Heavy'n Blues em Belo Jardim/PE não será mais o mesmo com a aterrissagem do projeto AFROBEAT & POESIA, teremos a presença dos poetas David HenriquePierre Tenório e Edson Kajuru e na discotecagem o DJ Mecinho Groove balançando a caverna com muito ritmo Africano.
Teremos também o lançamento do selo editorial independente “Lara Cartonera” com a venda dos livros "Alpharrábio" e "Útero de retratos mundanos", uma noite para ficar na história da cidade, a entrada é só R$ 3,00, compareça e valorize a cultura local!

Mr.Groove

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Festival Rec Beat 2014 - Programação


SÁBADO 01.03
19h30 DJ Cal Jader (Inglaterra)
21h00 Juvenil Silva (PE)
22h00 DAAU (Bélgica)
23h10 Bruno Souto (PE)
00h30 Mud Morganfield (EUA)

DOMINGO 02.03
16h00 Recbtinho: Espetáculo “Circo de Lampezão e Maria Botina” Caravana Tapioca (PE)
19h30 DJ Tropicaza (México)
20h00 Jonathan Doll (CE)
21h00 Aninha Martins (PE)
22h00 Guadalupe Plata (Espanha)
23h10 Arrigo Barnabé (SP)
00h30 Mundo Livre S/A (PE)

SEGUNDA 03.03
16h00 Recbtinho Fadas Magrinhas (PE)
19h30 DJ Felipe Machado (PE)
20h00 Projeto Ccoma (RS)
21h00 Lulina (PE)
22h00 Max Capote (Uruguai)
23h10 Manoel Cordeiro e os Desumanos (PA)
00h30 Maite Hontelé (Colômbia)

TERÇA 04.03
16h Recbtinho: Espetáculo “Brincando no Picadeiro “ Caravana Tapioca (PE)
19h30 DJ Renato Damata
20h00 Boogarins (GO)
21h00 Graxa (PE)
22h00 Skip&Die (Holanda / África do Sul)
23h10 João Donato (RJ/SP)
00h30 Emicida (SP)

Maiores informações:

Mr.Groove

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

DJ Mecinho Groove


Mecinho Groove apresenta em seu trabalho como DJ toda malemolência da MPB das décadas de 60 e 70, passeando também pelos ritmos Jamaicanos, Afrobeat e nuances sonoras do Rock And Roll em um set list bem atual e dançante.

Em uma longa caminhada pela noite Pernambucana já abriu shows de bandas como: Rodrigo Morcego, Black Zion, Allan’s, Netos de Raul, Cláudio Brasil e os Caetanos dentre outros.

Escutem:

Contato:

Foto: Harumi Menezes

Mr.Groove

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

# 35 Podcast


Escute e baixe o nosso # 35 Podcast recheado de muito DUB para chacoalhar a sua mente.

Escute e baixe aqui:
http://malokagroove.podomatic.com/entry/2014-01-17T03_49_44-08_00

Mr.Groove

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Útero Sonoro - Belo Jardim/PE


Dia 21/12 o Cénarios Paintball vai tremer com a festa de lançamento do E-Book "Útero de retratos mundanos" do jovem poeta David Henrique, ingressos ao preço de R$ 10,00, se liguem nas atrações:

- Os Virgulados
- Pierre Tenório
- DJ Mecinho Groove

NÃO FIQUE DE FORA!

Evento no Facebook:

Mr.Groove

terça-feira, 19 de novembro de 2013

V Encontro de músicos - Belo Jardim/PE


O Sesc Ler Belo Jardim , no Agreste de Pernambuco, promove a partir desta segunda-feira (18) o Projeto V Encontro de Músicos de Belo Jardim. Esta edição homenageará o maestro Vavá Vieira, importante músico para a cidade. O encontro será realizado na unidade do Sesc e a entrada é gratuita.

O projeto tem por objetivo despertar no público um olhar crítico sobre a produção e sobre os mecanismos de difusão de música, incentivando novas práticas e novos hábitos de apreciação musical. O encontro oferecerá ainda palestras, cursos e oficinas. Para participar das capacitações, os interessados devem levar RG e CPF. O Sesc Ler Belo Jardim fica na Rua Pedro Leite Cavalcanti, sem número, no Bairro Cohab III.

Oficinas
Oficina de percussão (18 a 21/11)
Horário: 9h às 12h e 14h às 17h
Oficina de Técnica vocal / Fisiologia da voz (18 a 21/11)
Horário: 14h às 17h e 19h às 21h

Programação
18/11
9h - Cortejo com os blocos “Boi da gente” e "Os Bonecandos"

19/11
9h - Apresentação do Quinteto de Metais
20h - Apresentação de Daniela Falcão

20/11
15h - Encontro de Bandas Marciais e Fanfarras

21/11
17h– Banda de Pífanos “Zé do Estado”
18h - Abertura Oficial do V Encontro de Músicos de Belo Jardim
18h40– Apresentação da Filarmônica São Sebastião
19h30 – Coral Moura
20h20 – Coro do IFPE
21h – Ianka do Sax

22/11
18h30 – Janilson Silva
19h20 – Maurilo Cysneiro
20h20 – Quarteto de Flauta com Mozart Vieira


23/11
16h - Coco de Xucuru
17h – Riana e Mirael Lima
18h – Silvano Barbosa
19h – Feira de Mangaio
20h – Trio Rojão


Mr.Groove

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

9º Festival Mundo - Cobertura

Domingo 03/11/2013

Mate ou morra

O segundo dia de festival começou também dentro do horário, porém, igual ao sábado, com pouco público. A maior concentração de pessoas nesse horário era formada pelos skatistas que estavam na área montada pra eles, e pelo pessoal da produção do festival.

A primeira banda da tarde foi a MATE OU MORRA (PB), um ótimo rock and roll, com pegadas bem pesadas, que lembram muito Pantera e Dream Theater. O público que assistiu a apresentação deles foi pequeno, mas rendeu uma turminha batendo cabeça instigada na frente do palco. Com 1 EP lançado, agora eles planejam fazer o lançamento do DVD, que já foi gravado. 

Conversei com Ceará, baixista da banda, sobre o fato de abrir o segundo dia de festival e a questão do público, e ele me disse que, mesmo sendo bom tocar ali pra poucos amigos, o festival tem sofrido um déficit de público ao longo dos anos, e essa questão do horário dos primeiros shows também atrapalha (as pessoas de João Pessoa definitivamente não saem de tarde).

Red Butcher

RED BUTCHER (PB) tocou logo em seguida, um trio instrumental que faz uma mistura de psicodélia com alguns efeitos, como em "Belze... Wizard". Em alguns momentos do show, as guitarras lembraram muito o Black Sabbath. O único problema é que além de o show deles ter sido bem curto, o som deu uma baixada novamente, e ficou bem confuso. 

Monster Coyote

MONSTER COYOTE (RN) subiu ao palco num momento em que o público começava a chegar no festival. E o público ficou impressionado com a apresentação do trio, que mistura Metal e Stoner Rock. O som deles é pesado, brutal, rápido e limpo. Destaque para as músicas "Beacon of Lost Souls" e "Primal Bloodshed". O disco deles, "The Howling" foi gravado em 2012, e o próximo disco está previsto pra ser lançado em março de 2014. Fazem show no Festival Dosol no próximo final de semana.

Uh La La

A banda UH LA LA (PR), sobe ao palco pra fazer um dos melhores shows da noite. Com uma formação diferente pra essa mini turnê pelo Nordeste, Andreza Michel, Babi Age, Eliza Matta, Eduardo Nogueira e Fel Andreoli conseguiram animar todo o público, primeiro por serem super instigados, descolados, se importarem em fazer uma interação com quem estava ali vendo o show, e é claro, pela mistura interessante e dançante do rock dos anos 60, surf music e rock de garagem, as letras bonitinhas e o vozeirão de Andreza. O grupo ainda faz essa semana shows em Recife (08/11) e no Festival DoSol (10/11). 

Burgo

BURGO (PB) é Pernambucano radicado em João Pessoa, e subiu no palco com sua banda instrumental, formada por trompete, piano, bateria, guitarra e baixo. Passeia pela mistura do jazz com ritmos regionais e funk, mas foi um show cansativo por ter se apresentado depois de tanto rock and roll, de tanta instiga. Poderia ter sido encaixada em outro dia, ou outro horário.

Rieg

RIEG (PB), leva o nome do seu fundador a esse projeto musical tão interessante. Ele faz uma mistura de Hip Hop com eletrônico bem bacana, abusando de sintetizadores, e outros objetos inusitados no palco, como televisão, telefone, lâmpadas, etc. O som diferente fez com que o público ficasse bem animado e interagisse com o artista, do começo ao final da apresentação.

Rieg é uma mistura por si só: É americano, morou muito tempo na Alemanha, a mãe é brasileira, o pai francês, e ele hoje em dia reside na Paraíba. Seu disco está previsto pra ser lançado no começo de 2014. Vale a pena esperar pra conferir.

Seu Pereira e coletivo 401

SEU PEREIRA E O COLETIVO 401 (PB) lançaram um disco em 2012 com a banda e os metais, mas desde então não haviam ainda feito um show completo. Quando surgiu a oportunidade de tocar no festival, a banda resolveu chamar trompete, trombone e sax pra completar esse time, que fez um show muito bom, bem dançante, misturando letras bem fortes, e o rock com a velha pegada nordestina. 

Escurinho

A penúltima atração da noite, ESCURINHO (PB), pernambucano que hoje em dia reside em João Pessoa, conseguiu fazer com que o público finalmente saísse do chão de vez, e começasse a dançar e cantar algumas de suas letras. Sua música tem todas as raízes das manifestações populares, forró, embolada, maracatu, repente, além do rock, forró e ritmos afros. Ótimo show.

Di Melo

Fechando a noite e a 9ª edição do Festival Mundo, nada mais, nada menos do que DI MELO (PE), o Imorrível, que veio acompanhado da banda Madeira Delay, pra fechar essa noite com chave de ouro. Di Melo dispensa apresentações, quem ainda não foi no seu show, certamente tem que ir a um, e quem foi, sabe o quanto é elétrico, instigante, com muito soul, samba rock, funk e mpb, como nas "kilariô" e "A vida em seus métodos diz calma", música que terminou a noite de forma memorável.

O Festival Mundo em si está de parabéns. A estrutura e organização na Usina Energisa estavam muito boas, mas só faria 2 observações:

- Ter mais atenção com a questão do som das bandas, já que se sabe que a SEMAN faz a medição em qualquer evento que acontece ali. Podem-se tomar providências que não precisem prejudicar o festival e nenhuma das bandas.

- Colocar a estrutura da sala de imprensa mais próxima do palco. A distância da sala era muito grande, e quando algum artista ia fazer uma coletiva lá, você perdia metade do show da outra banda.

Fora isso, bom festival, boa organização, ótima equipe, bebida gelada, lanches, estrutura para outras plataformas culturais muito boas, banheiros limpos.. parabéns, e até o próximo ano!

Fotos: Thercles Silva, Rafael Mendes, Bianca Costa.

Anna Andrade

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

9º Festival Mundo - Cobertura

Sábado 02/11/2013

Licenciosa/PB

O Festival Mundo é organizado pelo Coletivo Mundo desde 2005, e aconteceu entre os dias 26/10 e 03/11 na Usina Cultural Energisa e no Centro Cultural Espaço Mundo. 

Além das atrações musicais, o festival também conta com programação nas áreas de Exposição de Artes, Audiovisual, Artes Cênicas, Feiras de Cultura, atividades socioambientais, cultura digital e esportes radicais (espaço para skate), além de contar com oficinas, palestras e debates.

Na Usina Cultural Energisa, aconteceram as atrações musicais, nos dias 2 e 3 de Novembro, sempre previstas pra começar as 16h.

Existem algumas regras no horário de fechamento da Usina, e qualquer evento cultural lá só rola até meia noite, o que acaba prejudicando as bandas que se apresentam mais cedo, porque ficou notável que o público de João Pessoa não tem o costume de sair cedo de casa.

As 16h15 a primeira banda subiu ao palco, LICENCIOSA, banda local que ao vivo é muito mais interessante do que nos vídeos. Eles fazem um passeio entre rock e baladinhas, como em "Quando você sai pra passear de mim" e "Licenciosa", música que é carro chefe da banda. A apresentação acabou sendo prejudicada, quando o pessoal da SEMAN (Secretaria de Meio Ambiente do Município) chegou no meio do show pra fazer a medição de som, por causa de um Hospital que fica logo atrás da Usina. 

Resultado: baixaram o som da banda inteira na mesa, e tiraram mais ainda a voz de Rojão (vocalista), o que fez com que, até a penúltima música, não desse pra ouvir quase nada do som dos caras.

Procura-se Fabiano/PB

Logo em seguida subiu ao palco a banda PROCURA-SE FABIANO, um power trio formado por 3 Fabianos: Lira na bateria, percussão e pífano, Formiga na guitarra e efeitos, e Soares no baixo e efeitos vocais. O som dos caras traz uma grande mistura entre o reggae, xote, dub, coco e um pouco da referência da música paraense, e essa mistura de ritmos pode ser vista em músicas como " No Alto Sertão" e "Carimblé". A junção dos 3 Fabianos se deu por pura coincidência, e essa grande mistura de ritmos é influência dos 3 integrantes  que já tocaram em vários outros projetos, como Naldinho e Cabruêra. Eles já tem um EP que foi lançado em 2011 e estão preparando um novo material pra ser lançado no dia 24 de Dezembro desse ano, em João Pessoa.

MEDIALUNAS (RS) é a união do casal Andro Maquenzi e Liege Milk, que tiveram seu primeiro disco, Intropologia, como destaque da cena independente de 2012, além de matérias em algumas revistas, e foram até elogiados por Robert Smith, do The Cure. Liege inova na bateria, com pegadas simples e precisas, e Andro consegue com sua guitarra fazer com que, em alguns momentos, a gente não sinta falta de um outro instrumento. 

O grande problema dessa apresentação no festival é que ela se tornou totalmente cansativa, talvez pela ordem do repertório, ou por próprio feeling da dupla. (Não só eu, como muitas outras pessoas com quem conversei, esperava mais da dupla). 

O show da FAR FROM ALASKA acabou não rolando porque, pelo que soube, a banda teria somente esse final de semana (do festival) pra fazer uma gravação, e de última hora acabaram cancelando a apresentação.

FACADA (CE) fez um show que é a cara deles: Rock puro, com muita instiga e muito barulho. Perfeito até o "quase final", se não fosse o fato do braço do James (baixo), ter caído pela 4ª vez num só dia no meio da apresentação. Mas a banda tocou de maneira memorável até o 'final', e o próprio James, em conversa comigo, tava machucado, porém satisfeito. Muito foda!

Zeferina Bomba/PB

A ZEFERINA BOMBA (PB) já é bem conhecida em João Pessoa e por alguns momentos achei que o show ia ser o mesmo que tinha visto há dias atrás, mas a banda conseguiu inovar a apresentação, talvez pela instiga de estar comemorando 10 anos de formação, e fez um show bem diferente, e muito bom. Misturando percussão com hardcore, eles conseguiram finalmente animar o público, que até um pouco antes, ainda estava tímido. Rayan Lins (batera), desceu do palco com parte da bateria e fez com que a plateia interagisse totalmente com o show, o que, consideravelmente, fez grande diferença na noite pra banda.

DuMatu + Til Dal + Atômico MC + SH + Camila + Preto Alisson (PB), um grupo de Hip Hop, com misturas de Rap e Soul, que particularmente achei bem fraco. Tem umas misturas de várias influências de Rap e Soul, mas nada que tenha agradado. Não foi uma boa escolha para o festival. Muita gente no palco, pouca identidade, pouco entrosamento.

Troça Harmônica/PB

TROÇA HARMÔNICA (PB) foi a grande surpresa da noite. A união de 4 músicos (Chico Limeira, Gustamo Limeira, Regina Limeira e Lucas Dourado), que deram ao festival um toque especial de música e poesia. Desde o início, já se mostravam íntimos com o público, que dançava e cantarolava algumas das belas canções, que transitam entre amor e carnaval, com uma sutileza constante. A apresentação foi completamente encantadora.

LURDEZ DA LUZ (SP) subiu no palco pra mostrar a força feminina no Hip Hop. Comemorando 10 anos de carreira, já colaborou com rappers e cantores diversos (Rodrigo Brandão, Jorde Du Peixe, Star Orchestra...), e fez um show com letras nuas e cruas, como "Ziriguidum", "Colorida" e "Andei". Uma apresentação extremamente limpa, que agradou a todo mundo.

Curumim/SP

Encerrando a noite, rolou o show de CURUMIM, que fez como sempre um belo passeio entre o funk, reggae, dub, sempre com as percussões pesadas, e que fez o público todo dançar e cantar o show inteiro. Em entrevista com ele, ele falou que como não cresceu ouvindo nada de reggae, rock, funk, etc.., essas influências acabaram surgindo de bandas que ele ouve e gosta, junto com a banda que o acompanha, e que tudo isso acaba formando a atual identidade da banda. Eles têm um projeto pra ser lançado com Edgard Scandurra, que tá pra ser lançado no começo do próximo ano, além de um novo disco, que não tem data prevista pra lançamento. Sobre a experiência de tocar em João Pessoa, ele disse que achava que ninguém conhecia o som dele, mas errou feio. Ótimo show, ótima noite.


Anna Andrade

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Halloween - Fase Líquida


Sexta-Feira o Fase Líquida em Santa Cruz do Capibaribe/PE promove seu 1° Halloween!! Uma das sextas mais esperadas do Fase Líquida! Vista sua fantasia e venha curtir a noite mais horripilante da cidade ao som da banda Plano Base e do DJ Mecinho Groove!!

O Fase Líquida premiará a fantasia mais original e criativa da noite!!

Maiores Informações:

Mr.Groove

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Samba do Criolo Doido - Belo Jardim/PE


Dia 10 de novembro (domingo) a partir das 14h no Cenários Paintball vai rolar o Samba do Criolo Doido, um evento totalmente voltado para música de raiz brasileira, muito Samba e MPB em um ambiente seguro e confortável ao preço de R$ 10,00, NÃO FIQUE DE FORIS!

ATRAÇÕES:

DJ Mecinho Groove - Projeto Sambas & Brasilidades

Samba Clube Retrô com participação da cantora Riana 

Evento no Facebook:

Mr.Groove

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Rock na Praça - 6ª edição


O projeto ROCK NA PRAÇA é um evento mensal que visa reunir bandas de rock e afins para amostra musical e troca de idéias. Na sua 6ª edição, traz como bagagem as dificuldades encontradas em se produzir um evento de música alternativa na cidade, mas também traz a satisfação de ser um resultado de muito esforço e dedicação à música e à juventude de Belo Jardim.

  Atrações:

- PRK (Belo Jardim/PE)
- DJ Mecinho Groove (Belo Jardim/PE)
- In The Cisus (Lajedo/PE)
- Angel Of Darkness (Belo Jardim/PE)
- Crônicaos (Belo Jardim/PE)
- Arteroots (Belo Jardim/PE)

Evento no Facebook:

Maiores informações:

Mr.Groove

terça-feira, 22 de outubro de 2013

9º Festival Mundo - Programação


A programação do 9º Festival Mundo acontecerá na Usina Cultural Energisa e no Centro Cultural Espaço Mundo, entre 26 de outubro e 3 de novembro, sendo uma realização do Coletivo Mundo e Fora do Eixo, sem patrocinadores, mas contando com o apoio do TNB – Toque No Brasil, Fora do Eixo Card, Sebrae, Governo Municipal de João Pessoa através da FUNJOPE e da SEDESP, Governo do Estado da Paraíba através da FUNESC, Gráfica JB e Sistema Correio de Comunicação; e apoio cultural da Skol, Central Publicidade, Energisa, Slow Hostel, SEJER, SEDES, NTU – Núcleo de Teatro Universitário e Comais Salgados.

Agora confira a programação completa e vai anotando na agenda para não se perder:

Artes Visuais
Vernissage dia 26 de outubro, às 20h, na Usina Cultural Energisa.
Artistas:
Galo de Souza (PE)
Ricardo Peixoto (PB)
Antônio Filho (PB)
João Cassiano (PB)
Descoletivo (CE)
Marcos Cristiano da Silva – Perfect (PB)
Coletivo de Graffitti Paraíba (PB)
Mariana Sales (PB)
Wagner Pina (PB)
Casa das Artes Visuais (PB)
Bob Oz (PB)
Wanessa Dedoverde (PB)
Day Trindade (PB)
Ri Maia (PB)

Skate&Arte Audiovisual
[SEG - 28/out] – 19h30 – Sala Multimídia Vladimir Carvalho | Usina Cultural Energisa
Dia Internacional da Animação
Sessão Nacional

- As Aventuras de Virgulino, de Luiz Sá (2’, 1930, BRA)
- Graffiti Dança, de Rodrigo EBA! (6’, 2013, BRA)
- One Man, de Graciliano Camargo (4’, 2012, BRA)
- Dinoshop, de Tainá Ribeiro Nepomuceno (3’28″, 2013, BRA)
- Un Día de Trabajo,de Francisco Rosatelli (3’12”, 2012, BRA)
- Phantasma, de Alessandro Corrêa (10’20″, 2012, BRA)
- Os Invisíveis – “Na Família”, de Humberto Avelar (2’32″, 2012, BRA)
- O Cangaceiro, de Marcos Buccini (5’34″, 2012, BRA)
- Lala – “Água”, de Jon e Thomate (1’30″ 2013, BRA)
- Quinto Andar, de Marco Nick (7’40″, 2012, BRA)
- A Última Reunião Dançante, de Lisandro Santos (12′, 2012, BRA)

Sessão Internacional
- Breakfast, de Iza Plucinska (2′, 2006, POL)
- Nuestro Pequeño Paraíso, de Walter Tournier (9′, 1983, URU)
- Onde Quer Que Vás, Lá Estarás, de Sara Barbas (2′, 2008, POR)
- The sparrow who kept his word, de Dmitry Geller (6’30″, 2010,RUS)
- Something Left, Something Taken, de Max Porter & Ru Kuwahata (10′, 2010, USA)
- Casa Mecanica, de The Animation Workshop (1′, 2013, DEN)
- Neighbours, de The Animation Workshop (1′, 2013, DEN)
- Pirates can’t swim, de The Animation Workshop (1′, 2013, DEN)
- Gingerokalypse, de The Animation Workshop (1′, 2013, DEN)
- The reward, de Mikkel Mainz Elkjær (9′, 2013, DEN)
- GOLD, de Marylou Mao (3′, 2013, FRA)
- Història d’Este, de Pascual Pérez (7′, 2011, ESP) 

[QUA - 30/out] – 19h30 – Sala Multimídia Vladimir Carvalho | Usina Cultural Energisa
Mostra A Paraíba Precisa Ser Assistida+ Fórum do Audiovisual da Paraíba

- Eppur si muove, de Riccardo Migliore (8’40″, 2013, BRA)
- Platô! – Kleyton Canuto (18′, 2012, BRA)
- Lex Talionis – João Paulo Palitot (19′, 2013, BRA)
- Abúzu, eco da luta no Baixio – Cecília Bandeira (20′, 2013, BRA)

[QUI - 31/out] – 19h30 – Praça Anthenor Navarro | Varadouro – Centro Histórico
Cinema do Beco

- O Contador de Filmes, de Elinaldo Rodrigues (15′, 2010 BRA)
- Passadouro, de Torquato Joel (18′, 1999, BRA)
- Duas Vezes Não Se Faz, de Marcus Vilar (12′, 2008, BRA)
- Tempo de Ira, de Marcelia Cartaxo (16′, 2003, BRA)
- Crias da Piollin, de Bertrand Lira (53′, 2008, BRA)

[SÁB E DOM - 02 e 03/nov] – 20h – Sala Vladimir Carvalho | Usina Cultural Energisa
Mostra NINJA+ bate-papo com Gian Martins (NINJA-MG)

- NINJA RUAS, de Midia NINJA (4’45″, 2013,BRA)
- Prisão do Repórteres da Mídia Ninja, de Mídia NINJA (4’52″, 2013,BRA)
- Emma fala sobre Black Bloc, VEJA e o OcupaCabral, de Mídia NINJA (7’19″, 2013, BRA)
- 2 Filhos de Amarildo, de Mídia NINJA (4’49″, 2013, BRA)
- Tiuré Potiguara, de Mídia NINJA (7’52″, 2013, BRA)
- Com Vandalismo, de Coletivo Nigéria (72’, 2013, BRA)

Música
[SAB - 26/out] – 22h – Centro Cultural Espaço Mundo | Praça Anthenor Navarro – Varadouro

Show de abertura do 9º Festival Mundo.
Madian e o Escarcéu (MA) / Foxy Trio (PE)

[QUA - 30/out] – 22h – Centro Cultural Espaço Mundo | Praça Anthenor Navarro – Varadouro
After Festival Mundo.

Show com Couttorchestra (SE)

[QUI - 31/out] – 21h – Centro Cultural Espaço Mundo | Praça Anthenor Navarro – Varadouro
After Festival Mundo.

Show surpresa.

[SEX - 01/nov] – 23h – Centro Cultural Espaço Mundo | Praça Anthenor Navarro – Varadouro
After Festival Mundo.

Show surpresa.

[SAB - 02/nov] – 16h – Usina Cultural Energisa
Licenciosa (PB) / Procura-se Fabiano (PB) / Medialunas (RS) / Far From Alaska (RN) / Facada (CE) / Zeferina Bomba (PB) / DuMatu + Til Dal + Atômico MC + SH + Camila + Preto Alisson (PB) / Troça Harmônica (PB) / Lurdez da Luz (SP) / Curumin (SP)
24h – Centro Cultural Espaço Mundo | Praça Anthenor Navarro – Varadouro
After Festival Mundo.

[DOM - 03/nov] – 16h – Usina Cultural Energisa
Mate Ou Morra (PB) / Red Butcher (PB) / Monster Coyote (RN) / Uh La La (PR) / Burgo (PB) / Rieg (PB) / Seu Pereira e Coletivo 401 (PB) / Escurinho (PB) / DuSouto (RN) / Di Melo (PE)

Artes Cênicas
[SÁB - 02/nov] – 19h30 – Usina Cultural Energisa
Coletivo Tribo Éthnos (PB) – Ethnotron – Ghetto Experiment- Livre – Usina Cultural Energisa
Cena Coletiva (RN) – Face Um Antropofagismo Equivocado

[SÁB E DOM - 02 e 03/nov] – Livre – Usina Cultural Energisa
Djanira Meneses (PB) – Africanidades

[DOM - 03/nov] – 17h45 – Usina Cultural Energisa
Los Iranzi (PB) e Carroça de Mamulengos (CE) – Caminhão de Palhaço - Livre Usina cultural Energisa
Cena Coletiva (RN) – Pássaros Desabitados Nóa Ambiante

[SAB - 26/out] – 8h – Estacionamento Interno | Usina Cultural Energisa
Oficina Reutilização de Materiais e Construção Sustentável com Emerson Melo (Nós Ambiente)

[DOM - 27/out] – 16h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultura Energisa
Oficina de Paisagismo e Ambientação Ecológica com Emerson Melo (Nós Ambiente)

[SEG - 28/out] – 10h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultura Energisa
Roda de conversa Projeto Tartarugas Urbanas – Ong Guajiru
- 16h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultura Energisa
Abertura da Exposição ‘O mar não está para peixe!!! E para a Tartaruga?’ – Ong Guajiru
- 19h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultural Energisa
#ConversasInfinitas: Supremo Tribunal Ambiental – ‘Cultura Permanente, Integrada e Criativa’
Com Wellington Paes (SP) e Emerson Melo (PE)

[TER - 29/out] – 9h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultural Energisa
Oficina: Sabão Ecológico (CEPAM)
- 16h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultural Energisa
Oficina: Histórias do Vale – A Cebola de Xem Xem (CHP – Escola Viva Olho do Tempo)
- 19h – Pátio | Usina Cultural Energisa
Prática de Meditação e Hatha Ioga com Renata Prema (MS)

[QUA - 30/out] – 09h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultural Energisa
Oficina Estruturas Geodésicas – Waldo do Valle (PB)
- 14h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultural Energisa
Oficina Vida Veg – Comidas para Festas com Aloma Ioost (RS)

 [QUI - 31/out] – 08h – Escola Estadual Ursula Lianza  | Tambiá
Abertura da Exposição “Primatas brasileiros: diversidade, pesquisa e conservação” (CPB – ICMBIO)
- 10h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultural Energisa
#ConversasInfinitas: Supremo Tribunal Ambiental – Desmatamento Zero
Com Lígia Tavares (UFPB), Gabriela Ludwig (Bióloga – CPB – ICMBIO), Cristiane Mazzetti (Greenpeace)
- 15h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultural Energisa
Oficina de Coleta Seletiva (CEPAM)
- 19h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultural Cultural Energisa
#ConversasInfinitas: Supremo Tribunal Ambiental – Água, Cultura e Vida
Com: Penhinha Teixeira e Ivanildo Santana (CHP- Escola Viva Olho do Tempo) e Vivian Castro (SETUR – Conde)

[SEX - 01/nov] – 08h – Escola Estadual Ursula Lianza | Tambiá
Exposição “Primatas brasileiros: diversidade, pesquisa e conservação” (CPB – ICMBIO)
- 10h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultural Energisa
Oficina de Biocompostagem Urbana: soluções caseiras para a ciclagem dos resíduos orgânicos. – Carolina Caldas (UFPB), Anderson Alzate (PB), Wellington Paes (SP)
- 14h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultural Energisa
Oficina Estruturas Geodésicas – Waldo do Valle (PB)
- 19h – Tenda Mundo Ambiente | Usina Cultural Energisa
#ConversasInfinitas: Supremo Tribunal Ambiental – Ciberativismo e Meio Ambiente
Com: Lívia Portela (Nós Ambiente)

[DOM - 03/nov] – 09h – Quintal Cultural Raízes Negras | Comunidade Mituaçu
Oficina de Permacultura: CULTURA PERMANENTE INTEGRADA E CRIATIVA – Ciclo de Bananeiras Com: Wellington Paes (SP)
Esportes
Skate&Arte

[SAB - 02/nov] – Espaço Skate&Arte | Usina Cultural Energisa

- 15h - Área livre para práticas de skate, patins e bmx+ Exposição fotográfica

[DOM - 03/nov] – Espaço Skate&Arte | Usina Cultural Energisa
- 15h – Game Skate  - Competição de skate street
- 18h30 - Mostra audiovisual Skate&Arte
- 19h - Entrega de prêmios da competição Game Skate
- 19h30 - Área livre para práticas de skate, patins e bmx
Cultura Digital

[SEG A DOM - 28/out a 03/nov] – Estação Digital Móvel | Usina Cultural Energisa
- Livre – Introdução a softwares livres e Acesso livre à internet

[SÁB E DOM - 02 e 03/nov] – Estação Digital Móvel | Usina Cultural Energisa
- Livre – Arqueologia Virtual: Conhecendo os Mistérios da Pedra de Ingá
Universidade das Culturas

[DOM - 27/nov] – 14h –  Sala Vladmir Carvalho | Usina Cultural Energisa
#Oficina #MídiaNINJA #PosTV #CoberturaColaborativa, com Gian Martins (NINJA – MG) e Edvam Filho (Fora do Eixo – PE)
- 15h – Cine Café | Usina Cultural Energisa
#Seminário Tribal Fusion e videodança – o duplo hibridismo na tela, com Kilma Farias (PB)

[SEG - 28/out] – 14h – Estação Digital Móvel | Usina Cultural Energisa
#Oficina Edição e produção de áudio digital com introdução a softwares livres, com Double Face: DJ Shivas
- 15h – Sala Vladmir Carvalho | Usina Cultural Energisa
#Oficina Soluções Alternativas aos Softwares Proprietários, com Rodrigo Vieira (PB)

[SEG A SEX - 28/out a 01/nov] – 19h – Estacionamento Interno | Usina Cultural Energisa
#Oficina #Slackline com Yuri Cordeiro, Felipe Hemp e Pedro Regada (PB)

[SEG E TER - 28 e 29/out] – 19h – Cine Café | Usina Cultural Energisa
#Oficina #Fotografiabásica Fotografia de shows e edição digital, com Thercles Silva (PB)

[TER - 29/out] – 14h – Cine Café | Usina Cultural Energisa
#Oficina Stencil e roda de conversa feministas, com Fórum sobre Feminismo e Direitos Humanos de Campina Grande (PB)
- 14h – Estação Digital Móvel | Usina Cultural Energisa
#Oficina DJ (Disc Jockey), com Double Face: DJ Martinho
- 14h – Sala Vladmir Carvalho | Usina Cultural Energisa
#Oficina Rede Livre, com Phillipe Trindade

[QUA - 30/out] – 10h – Sala Vladmir Carvalho | Usina Cultural Energisa
#Observatório #Comunicação #CulturaDigital Mídia Democrática e Internet Livre com Gian Martins (NINJA/BH), Ivan Moraes (TV PE / EPC), Cláudio Prado (CDC-SP),Rafael Freire (Sindicato dos Jornalistas – PB), Pablo Laranjeira (GDA-PB), Abraão Bahia (Coletivo Comjunto UFPB)
- 14h – Sala Vladmir Carvalho | Usina Cultural Energisa
#ConversasInfinitas Economias, Tecnologias Sociais e o novo conceito de Comum com Adriana Benzaquen (Cultura Senda / ARG), Maurício Sarda (INCUBES/UFPB), Lourdinha Lira (Fórum de Economia Solidária – PB), Jasmine Giovannini (FdE-MG), Claudio Prado (CDC-SP), Tarciana Portella (Delta Zero-PE), Luiz de Carvalho (Unicult)
- 15h – Palco Música | Usina Cultural Energisa
#Oficina #Graffiti #Intervenção com Galo de Souza (PE)
*Traga Sua Latinha!*
- 16h – Sala Vladmir Carvalho | Usina Cultural Energisa
#NasRedesEnasRuas Política na Era Pós-Dialética com Adriana Benzaquen (Cultura Senda / ARG), Claudio Prado (CDC-SP), Gian Martins (NINJA-MG), Felipe Baunilha (Levante), Tárcio Teixeira (MPL), Gleyson Melo (Consulta Popular), Renan Palmeira (MEL), Galo de Souza (Rede resistência solidária / PE), Luiz de Carvalho (Unicult)

[QUA E QUI - 30 e 31/out]- 15h – Cine Café | Usina Cultural Energisa //  Mardito Discos | Centro
#Oficina O processo da gravação, com Mardito Discos (PB)

[QUI - 31/out] – 10h – Sala Vladmir Carvalho | Usina Cultural Energisa
#VaradouroCultural Patrimônio Histórico e Território Criativo com Anibal Moura (IPHAEP), Tarciana Portella (Delta Zero/PE), Fernando Milanez Neto (COPAC), Ceiça Paulino (UFPB), Regina Celia (UFPB), Buda Lira (Piollin-PB), Danylo Queiroz (Varadouro Cultural), IPHAN, Rayan Lins (Coletivo Mundo)
- 15h – Pátio Cultural | Usina Cultural Energisa
#Oficina #RitmosPopulares Música, movimento e percussão, com Thaís Bezerra (RJ)

[QUI E SEX  31/out e 01/nov] – 15h – Escola Estadual Úrsula Lianza | Tambiá
#Oficina #Moda Figurinos Em  Papel – Com Que Roupa Me Manifesto?, com Elze Maria (RN)

[SEX - 01/nov] – 10h – Sala Vladmir Carvalho | Usina Cultural Energisa
#ConversasInfinitas #FormaçãoCultural Formação em Fluxo e TeoriAtivismo com Adriana Benzaquen (Cultura Senda / ARG), Penhinha Teixeira (Griô / PB), Marcelo das Histórias (Griô / RJ), Jasmine Giovannini (FdE-MG), Valeska Asfora(Ong Portal do Sol / PB), Simone Alves (Piollin / PB),  Luiz de Carvalho (Unicult)
- 9h –  Escola Estadual Úrsula Lianza | Tambiá
#Oficina #RitmosPopulares Música, movimento e percussão, com Thaís Bezerra (RJ)
- 14h – Sala Vladmir Carvalho | Usina Cultural Energisa
#Oficina Mercado e Carreira Musical, com Pena Schmidt (SP)
- 16h – Sala Vladmir Carvalho | Usina Cultural Energisa
#ConversasInfinitas #Música #Processo #Produto #Arte #Negócio #Rede #Festivais com Pena Schmidt (SP), Arthur Pessoa (PB), Toninho Borbo (PB), Ilsom Barros (PB), Esmeraldo ChicoCorrea (PB), Escurinho (PB), Rayan Lins (PB)
- 19h – Sala Vladmir Carvalho | Usina Cultural Energisa
#ReuniõesLivres Fórum de Cultura da Zona da Mata com Fóruns de cultura, Conselheiros de cultura, Movimentos culturais, Agentes culturais
Economia Criativa

[SÁB E DOM - 02 e 03/nov] – 15h – Feira Criativa

Música Urbana / Fora do Eixo / Livraria do Levante / Jornal Microfonia / DALStyle / MM Bottons / Vida Real / Pop Arretado / Gracom School of Arts / Sem Réis
Gastronomia

[SEG A DOM - 28/out a 03/nov] – 15h – Área Gastronômica
VidaVeg! alimentação consciente / Cachaçaria Philipeia


[SÁB E DOM - 02 e 03/nov] – 15h – Área Gastronômica
Cozinha do Mundo / Oh Sugar! / Pão com Gergelim / Edgley Lanches

Maiores informações:

Mr.Groove

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Bixiga 70 lança o seu segundo álbum


A música é instrumental mas o discurso é claro. Bixiga 70 chega chegando ao segundo disco: o groove ficou mais pesado; guitarras e teclados agora estão na linha de frente junto com os metais; bateria, baixo e percussões impulsionam os arranjos sem massagem; a ira se espalha pelos timbres, pelas linhas melódicas, pelos riffs – a temperatura subiu geral. Terreiro, Jamaica, dinâmicas jazzísticas, Pará, Etiópia e um clima de “blaxploitation à brasileira” se misturam com equilíbrio. A influência do afrobeat – supracitada nas boas críticas do primeiro disco, de 2011 – agora se dilui num mar de referências e o som alcançado identifica a banda como uma impressão digital. A África, afinal, é o mundo inteiro.

O trompete que chora no solo de “Deixa a Gira Girá” (ponto de candomblé, já adaptado pelo trio baiano Os Tincoãs, em 1973); a bateria que demole qualquer tropa de choque em “Ocupaí”; a guitarra que insinua um certo mistério em “5 Esquinas”; o sintetizador que evoca o futurismo em “Kriptonita”; o lamento coletivo na saideira, “Isa”; tudo parece reverberar a frequência que tomou as ruas do Brasil em junho de 2013 – mês em que a banda finalizou este segundo disco, com produção de seus integrantes e mixagem de Victor Rice. O processo de composição coletivo no estúdio e o entrosamento afinado em turnês azeitou – ou melhor, “vinagrou” – a química.

A 13 de maio reflete junho de 2013. É no número 70 da rua mais famosa do Bixiga que a banda ensaia e grava, na sede do estúdio Traquitana, mesmo endereço que, uma vez por ano desde 2007, vê as ruas tomadas para a realização do Dia do Graffiti – mais um exemplo de evento que ocupa as ruas de São Paulo com programação cultural gratuita, ao ar livre. Rua. Ocupação. Música. Não é só no mapa de São Paulo que o Bixiga fica ali colado na Liberdade. Avante!

Ramiro Zwetsch / Radiola Urbana 

Download do álbum: 

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

No Ar Coquetel Molotov 2013 - Programação


FESTIVAL COQUETEL MOLOTOV 2013

Prévia – Recife Antigo de Coração (Bairro do Recife)
Shows com Matheus Mota (PE) e Saracotia (PE) - Dia 29/09, às 14h

Play The Movie (MAMAM – Museu de Arte Moderna Aluísio Magalhães)
Discussões sobre arte, linguagem e cotidiano – 15 a 17/10, às 19h

Prévia – Festa (UK Pub)
Show e discotecagem com convidados – 15/10, às 21h

No Ar Coquetel Molotov – ShowCases (Red Bull Music Academy Stage)
Maurício Fleury (SP), Cláudio N (PE), Rafael Castro (SP) e Theam Ghost (França) – 18/10, às 17h

No Ar Coquetel Molotov – Shows (Teatro da UFPE)
Juvenil Silva (PE), Hurtmold (SP), Cícero (RJ) e Rodrigo Amarante (RJ) – 18/10, às 21h

No Ar Coquetel Molotov – ShowCases
Grassmass (PE), Opala (RJ), Memória de Peixe (Portugal) e Karol Conká (PR) – 19/10, às 17h

No Ar Coquetel Molotov – Shows (Teatro da UFPE)
Bixiga 70 (SP), Perfume Genius (EUA), Metá Metá (SP) e Clarice Falcão (PE)

Mr.Groove

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Wassab realiza primeira turnê pelo nordeste


Formada por experientes músicos da cena pernambucana, o trio instrumental Wassab realiza sua primeira turnê no Nordeste a partir do dia 20 de setembro, nas cidades de Maceió (20), João Pessoa (21), Recife (22), Fortaleza (25) e Salvador (28). Todas as apresentações serão gratuitas.

Fugindo dos formatos convencionais, os músicos Hugo Linns, Gilú Amaral e Juliano Holanda já tocam, dirigem, arranjam e produzem diversos artistas como Renata Rosa, Tonino Arcoverde, Geraldo Maia, Zeh Rocha, Orquestra Contemporânea de Olinda, entre outros. Com o trio, os músicos realizam “viagens sonoras” de alta qualidade, imprimindo características bem próprias a um som permeado por referências como Portishead, Beck e Massive Attack.

Com quatro anos de estrada, a Wassab já tem o primeiro álbum homônimo, lançado em 2012 e gravado no estúdio Fábrica. As músicas autorais são inteligentes e dançantes e fogem do instrumental “senso comum”. As influências de cada integrante são costuradas por uma linguagem única e com personalidade forte, permeada por harmonias sofisticadas e originais.

No dia 20, a banda inicia sua turnê em Maceió, às 20h, no espaço Linda Magalhães. No dia 21, é a vez de João Pessoa receber em seu Anfiteatro de Cabo Branco, às 19h, o som autoral da banda. No dia seguinte, 22, a Torre Malakoff, no Recife, recebe a prata da casa a partir das 20h. No dia 25, às 21h, é a vez da cidade de Fortaleza, no espaço Dragão do Mar e, fechando a turnê, Salvador realiza a apresentação da banda no Som da Zilda, a partir das 20h.


TURNÊ NORDESTE WASSAB
20 | 20h — Maceió (Linda Magalhães)
21 | 19h — João Pessoa (Anfiteatro de Cabo Branco)
22 | 20h — Recife (Torre Malakoff)
25 | 21h — Fortaleza (Dragão do Mar)
28 | 20h — Salvador (Som de Zilda)
Entrada gratuita

Conheça:

Coquetel Molotov

Mr.Groove

sábado, 14 de setembro de 2013

Batucada de Bamba - Belo Jardim/PE


Dia 29 de setembro (domingo) a partir das 14h no Cenários Paintball vai rolar a Batucada de Bamba, um evento totalmente voltado para música de raiz brasileira, muito Samba e MPB em um ambiente seguro e confortável ao preço de R$ 10,00 e promoção de casadinha (dois ingressos) por R$ 15,00, NÃO FIQUE DE FORA!

ATRAÇÕES:

DJ Mecinho Groove - Projeto Sambas & Brasilidades

Samba Clube Retrô 

Evento no Facebook:

Mr.Groove

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Rock Na Praça - Belo Jardim/PE


O projeto ROCK NA PRAÇA é um evento mensal que visa reunir bandas de rock e afins para amostra musical e troca de idéias. Na sua 5ª edição, traz como bagagem as dificuldades encontradas em se produzir um evento de música alternativa na cidade, mas também traz a satisfação de ser um resultado de muito esforço e dedicação à música e à juventude de Belo Jardim.

  Atrações:

- DJ Mecinho Groove
- Mahabone
- Bagaroots
- Devainne

Maiores informações:

Mr.Groove

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Agreste In Rock - Programação


30/08
Abertura dos portões: 19h30
Início Shows: 20h  pontualmente

Ordem do Dia:
Dentes Azuis
La Cambada
Rhudia
Rosa de Pedra
Dr. Sin
Casa das Máquinas
Lobão

31/08
Abertura dos portões: 18h
Início Shows: 18h30 Pontualmente

Ordem do Dia:
Psych Acid
Sertão Sangrento
Warcursed
Kriver
Suprema
Devotos
Ratos de Porão
Sepultura

Maiores Informações:

Mr.Groove

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Alvorada do Samba - Belo Jardim/PE


Dia 25 de agosto (domingo) a partir das 14h no Cenários Paintball sob administração do Amigo Helio Calado vai rolar a Alvorada do Samba, um evento totalmente voltado para música de raiz brasileira, muito Samba e MPB em um ambiente seguro e confortável ao preço de R$ 10,00 COM CALDINHO E APERITIVO GRÁTIS, VOCÊ NÃO PODE FICAR DE FORA!

ATRAÇÕES:

George Luiz - Voz e Violão

DJ Mecinho Groove - Projeto Sambas & Brasilidades

Samba Clube Retrô

Evento no Facebook:

Mr.Groove

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

O Crivo


O CRIVO surge com a missão de garimpar, peneirar, selecionar as jóias da música brasileira que vem passando por um longo período de estiagem criativa e qualitativa. A indústria cultural nos impõe, dia após dia, um lixo cacofônico que se mistura entre pornofonia e onomatopeias ininteligíveis ao passo que quem realmente tem "algo a dizer" é posto a margem do mercado da música. Somos um projeto de releituras com base em jazz e MPB Autêntica que passeará nas obras de autores anônimos, consagrados ou de pouca visibilidade pelo o público amante da boa música. 

Para um projeto desta alçada, eu não poderia ter um abraço mais sonoro que este. Meus sinceros agradecimentos a (da direita pra esquerda), Tony Venâncio no baixo acústico e trombone, Junior Xanfer na guitarra, Jenerson Marcos na bateria, Eu na voz, André Gomes no teclado e produção, Fernando Bezerra nos violões e efeitos e Paulinho Barros (Black Bird) nos registros de foto e vídeo. 

Depois destes nomes, acredito que pouco mais precisa ser dito. Aguardem as novidades!!! Tem muito, muito amor na música que nos unimos pra fazer e vocês poderão ouvir logo, logo.

Escute aqui:

Mr.Groove

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Mundo Livre S.A. vs Nação Zumbi chega às lojas em agosto


A gravadora Deck traz esse ano uma nova “batalha musical”. Depois do “duelo” entre Raimundos e Ultraje a Rigor, em agosto chega às prateleiras um novo encontro inédito em disco: “Mundo Livre S.A. vs Nação Zumbi”. São os dois maiores nomes do manguebeatinterpretando, cada um, sete dos maiores sucessos do outro.

No repertório, estão sucessos como “Meu Maracatu Pesa Uma Tonelada” e “A Praieira”, da Nação Zumbi, e “Musa da Ilha Grande” e “Bolo de Ameixa”, do Mundo Livre S.A.. A parte da Nação Zumbi foi produzida pela própria banda e gravada no estúdio El Rocha (SP), e as vozes no estúdio Fine Tunning (SP). As músicas do Mundo Livre S.A. foram produzidas, gravadas e mixadas pelo tecladista do grupo, Leo D, no estúdio Mr. Mouse (PE). 

A pré-venda do álbum no iTunes terá início no dia 30 de julho.


Marcus Cesar

Batucada Comunicação - Assessoria de Imprensa

Mr.Groove

Vermelhas Nuvens - Hugo Linns


Segundo disco do instrumentista Hugo Linns explora novas nuances da viola dinâmica Hugo Linns é dono de uma prolífica e inquieta criatividade. Característica que, quando gera frutos tão positivos, é reservada apenas a um seleto grupo de músicos instrumentistas.

Considerado por muitos de seus contemporâneos um dos principais de uma nova geração de instrumentistas pernambucanos, ele cria enquanto acompanha parte dessa geração nos palcos e nos estúdios. Parte das composições de Vermelhas Nuvens, segundo disco da carreira, nasceram ainda entre as músicas que estão no trabalho anterior e as que estarão no já programado terceiro disco, ainda sem data prevista para gravação.

Gravadas com apoio do Fundo Pernambucano de Incentivo a Cultura (Funcultura), as 12 faixas de Vermelhas Nuvens expandem o universo de possibilidades da viola dinâmica. Fita Branca, primeiro disco de Hugo, é considerado um dos primeiros registros que coloca em evidência um instrumento até então famoso por sua característica de acompanhar os cantadores.

O Vermelha Nuvens traz uma coisa a mais na questão da textura musical, explica o instrumentista, que complementa que “o disco traz experimentações com pedais, que funcionam de uma forma diferente no instrumento acústisco”. Para colocar a viola em evidência, Hugo Linns montou o que considera ser o grupo perfeito. “Pessoas que tenho afinidades pessoais, além das musicais”, pontua, ao apresentar sua banda. A segunda viola presente nas músicas é a tradicional de 10 cordas, empunhada por Eduardo Buarque, que também toca violão tenor no disco. “Nos conhecemos há mais de 15 anos, numa sintonia que hoje nos comunicamos sem precisa falar. Considero-o um irmão”, diz Hugo. Rogério “Rogê” Victor está no baixo acústico. “Nos conhecemos na época da faculdade de música. (Ele é) Alguém que tem uma visão muito correta do ofício do músico, muito importante de se ter ao lado”, explica.

Quem encerra a formação é o ritmo da percussão de Carlos “Amarelo”. “Passamos vários meses juntos na Europa, acompanhando Renata Rosa, e desde então o considero meu irmão mais novo”, conta Hugo Linns. “Como todo percussionista, ele é o mais expressivo da banda, um músico bastante versátil e que não economiza instrumentos, tanto que ele divide os arranjos da percussão comigo”. O resultado é uma viola dinâmica que, sem perder suas características, é processada em novas texturas. 

Vermelhas Nuvens, nome que faz referência a esse equilíbrio entre a densidade do vermelho com algo que é flutuante e etéreo, foi gravado no estúdio Fábrica e com produção do próprio Hugo Linns. “Eu sei exatamente onde quero chegar e por isso não chamei ninguém para fazer a direção musical”, explica o instrumentista que já tem formatado a proposta do próximo disco, que terá produção dividida entre Brasil e França, assim como composições de convidados especiais. “As últimas três músicas do Vermelhas Nuvens deixam a dica do que virá no próximo disco”, revela Hugo, indicando uma percepção contínua e unificada de sua música.

A ousadia em Vermelhas Nuvens vai além de evidenciar a viola dinâmica e vai de encontro com o contexto de mercado da música instrumental. “É difícil fazer música instrumental no Recife com instrumento acústico” avalia Hugo, que foi apresentado a Viola pelo então professor do conservatório Ewerton “Bozó 7 Cordas” Sarmento. “A música instrumental demorou a ficar em evidência e mesmo assim a que está em evidência é muito elétrica”, reforça, ciente dos desafios do novo disco. “Mas na meu trabalho o único aperriado sou eu”, diz sempre bem humorado, “gosto de fazer a música a seu tempo, sem atropelos”. 

Vermelhas Nuvens está a venda na Loja Passadisco, Oficina da música, e nas Livrarias Cultura dos Shoppings Paço Alfândega e Rio Mar. O músico prepara ainda um momento de lançamento oficial do disco no palco, que deve acontecer entre o final do primeiro e o começo do segundo semestre de 2013, ao tempo que já traça os planos para a circulação nacional do disco, de carona com a boa receptividade que o trabalho de estréia, Fita Branca, teve em palcos de outros estados.

Assessoria de imprensa | agendamento de entrevistas:

 Roberta Meireles - 8593.5337 - meireles.ro@gmail.com
 Bruno Nogueira - 8706.1830 - bnogueira@gmail.com

Escute aqui:

Mr.Groove