sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Entrevista - Emicida


Vencedor dos maiores torneios de freestyle (rima de improviso) do país, o Rapper liberou para seus fãs 25 musicas que retratam as idas e vindas ao longo dos últimos anos, a mixtape “PRA QUEM JÁ MORDEU UM CACHORRO POR COMIDA, ATÉ QUE EU CHEGUEI LONGE” vendeu 10 mil cópias desde seu lançamento em 1º de maio de 2009, e como sua apresentação no Festival No Ar Coquetel Molotov 2010 em Recife está próxima, resolvi entrevistar essa fera, é noizzzzzzzzzz.

M.G-De onde vem a inspiração para as suas rimas?

EMC-Da vida, tento reproduzir imagens que vejo, cheiros e cores, sensações, como um filme, levar a pessoa a um estado de espírito que a faça sentir e isso ultrapassa todo o entender, quando se fala de assuntos ruins, tensos é mais fácil, a dor tem um poder de fazer isso, mas minha intenção agora é fazer isso com sentimentos bons, alegria, paz esperança, fé esse é meu desafio no momento, as ,músicas da mix tape ainda vem com uma carga muito forte de dor, mesmo as tranquilas, é meu divã, mas quero agora alcançar outra coisa, muitos não entenderão mas faço música pra mim desde sempre, minha intenção é me superar e ficar nessa repetição dor/rua/agonia não me fará ir muito longe...

M.G-Você acha que o RAP nacional continua em constante evolução?

EMC-Acredito que estamos na fase mais criativa do rap nacional, não diria a mais livre, mas a mais criativa, com o barateamento de alguns equipamentos, popularização de softwares bons livres ou piratas, tudo tem conspirado para que a coisa esteja mais quente ainda daqui a dois ou três anos. Me sinto muito feliz de poder citar exemplos de bons mcs pelo território brasileiro inteiro, tipo você pode ouvir o Don L lá do ceará, o Nego Prego lá de Porto alegre, o Xará do Rio de janeiro ou o Gasper de Goiânia que você vai ficar abismado com tanto talento, referência e originalidade e olha que eu te citei caras que nem são tão conhecidos ainda, todos lançaram mix tapes, ep, singles, tipo eu, num momento de transição de suas vidas precisavam colocar algo na rua pra mostrar sua existência olha o passo que demos com um material inicial deles, imagina quando saírem os discos oficiais?

M.G-Quais as suas expectativas para o show em Recife no festival Coquetel Molotov 2010?

EMC-Embora poucos saibam já fui a Pernambuco uma vez, ganhei um premio com ilustração e história em quadrinhos e tive a honra de poder conhecer este lugar abençoado, poder voltar para fazer meu show será maravilhoso, estamos muito ansiosos e depois da recepção que tivemos em fortaleza estamos quase nos mudando para o nordeste!! a rua é nóiz

M.G-Muitos Projetos para o ano de 2011?

EMC-
Quero tirar férias, mas preciso botar um álbum oficial nas ruas, isso vai me afastar dessas férias por mais um tempo, mas fazer o que? amo essa parada, não consigo parar...

Confiram o seu trabalho:
http://www.myspace.com/emicida
No Ar Coquetel Molotov 2010:
http://www.coquetelmolotov.com.br/

MR.Groove

Nenhum comentário:

Postar um comentário