quarta-feira, 8 de junho de 2011

O Marco Zero no meio da estrada


Do Zero é mais do que um ponto de partida para Clayton Barros, ele que agora atende pela alcunha de Clayton Barros e Os Sertões. Trás em seu novo single “Do Zero” toda a simbologia de uma nova estrada que apesar dos seus 10 anos de carreira com o Cordel, se depara com novas propostas e formatos. A música “Do Zero” é o carro-chefe do novo caminho trilhado pelo compositor: atemporal, metropolitana e fortemente ligada às raízes nordestinas. Do zero tem influências indianas e mouras e, com apenas dois acordes e uma letra um tanto “futurista”, concebe uma harmonia mântrica bastante própria. “Do zero é uma auto-injeção de ânimo, é um estímulo para construir um novo ciclo, sem reduzir a velocidade”, explica Clayton.

A banda é recente, mas a união dos experientes músicos da cena recifense que formam esse projeto não deixa dúvidas quanto à química que rola da concepção à apresentação das músicas. Além de Clayton Barros, compõem o conjunto Deco Trombone, que traz a bagagem da Ska Maria Pastora, Rafael Duarte e o experimentalismo da Rivotrill e Perna, com a surf music da Radistae. Juntos, estão em fase de finalização do disco que, de antemão, contará com composições sólidas, repletas de arranjos criativos, além das interpretações de Galope rasante, de Zé Ramalho e Wheels, de Les Baxter, grandes influências do trabalho da banda.

Mesmo sem o CD lançado, Os Sertões já vêm se apresentando desde ano passado. Este ano a banda realizou uma minitour por Juazeiro do Norte, no sertão do Cariri, e em Sousa, na Paraíba, como parte das atrações do 5° Festival Rock Cordel. No último mês, foi feita uma minitour por São Paulo para divulgação do Projeto, onde se apresentaram em Sorocaba, Osasco, Campinas e Bauru. Este mês a banda se apresenta dia 23 de Junho no São João de Arcoverde e dia 07 de Julho no Centro Cultural de São Paulo.


Consuma:
http://www.myspace.com/ossertoesoficial

Por Risoflora Siqueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário