quarta-feira, 14 de setembro de 2011

MIMO 2011 - Cobertura

Gotan Project

Um palco montado unicamente para esta atração trouxe uma multidão de espectadores e curiosos que lotaram a Praça do Carmo e o gramado ao lado da igreja para assistir ao show do grupo Franco - Argentino Gotan Project. O Trio formado pelo francês Philippe Cohen Solal, o argentino radicado em Paris Eduardo Makaroff, o músico e programador suíço Christoph Muller, acompanhados por uma cantora, uma violinista, um pianista e um acordeonista apresentaram ao público seu Eletro tango, uma mistura de beats eletrônicos com elementos clássicos do tango argentino.

Gotan Project
Vestidos a caráter, bem ao estilo do Tango, deram espaço as batidas eletrônicas. Com uma mistura de ritmos que iam do Blues a Cúmbia, passando pelo Dub, Reggae e Rap.
Muita iluminação, projeções gráficas do cenário e vídeos da banda ao fundo fizeram da apresentação um momento inesquecível. O grupo apresentou músicas do seu mais recente trabalho, o "Tango 3.0” (2010), como "La Glória" e "Peligro". Como também não podia deixar de tocar hits dos seus sucessos anteriores do "La Revancha Del Tango” (2001) e "Lunático” (2006), como "Época", "Una Música Brutal", "Santa Maria", "Diferente" e "Mi Confesión” com direito a vários Bis.


Gotan Project
Uma cena inusitada marcou a apresentação do grupo quando um jovem conseguiu driblar a segurança e subir ao palco agitando a bandeira do Chile, escrito Educação Gratuita. O show durou aproximadamente uma hora e meia. Para se ter uma idéia da quantidade de pessoas que foram prestigiar o evento, não havia mais água, cerveja ou refrigerante pelas proximidades, esgotando o estoque dos ambulantes mesmo antes do show acabar.
Entre diversas opiniões o show deixou a grande maioria satisfeita. Em turnê pelo Brasil, passando pelas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre e Salvador, Olinda foi a única cidade a ter sua apresentação aberta ao público.


Maloka Groove na Coletiva com Gotan Project



Em entrevista à imprensa na tarde que antecedeu o show, o trio estava bastante entusiasmado para a apresentação, principalmente por ser um show aberto. Falou que sempre busca originalidade para introduzir elementos do tango diferentes, sempre renovando, criando, que cada tema fala sobre um assunto, que o Tango e o Jazz andam sempre paralelamente. Frisaram a importância da música brasileira, que é conhecida em todo o mundo e a qualidade de festivais como a MIMO que oferecem educação musical. O trio afirmou ter uma identificação muito forte com o país, da admiração pela MPB, citando nomes importantes como Sivuca, Luiz Gonzaga, Dominguinhos. Eduardo Makaroff falou que Chico Buarque o inspira por ser um artista completo e que tem em sua lembrança a apresentação onde Frank Sinatra canta a música Corcovado, de Tom Jobim.

Por Milena Freitas

Fotos: Beto Figueiroa, Andre Sampaio, Milena Freitas
www.flickr.com/photos/mimofestival

MR.Groove

Nenhum comentário:

Postar um comentário