quarta-feira, 30 de maio de 2012

Medeski, Martin & Wood


Entre buscas e absorções auditivas tive a sorte de descobrir em meados de 2002 a sonoridade de um trio de Jazz acústico chamado Medeski, Martin & Wood, passei dez anos digerindo a vastidão da obra que só agora tive pauta para poder falar sobre o que consumi.

Formado em New York no começo dos anos 90, o power trio Medeski, Martin & Wood representa uma extrema sonoridade instrumental mesclada com uma nova gama de sons urbanos e inovações musicais, fazendo desse conjunto um dos mais criativos da atualidade. Os teclados viajantes de John Medeski, o baixo competente de Chriss Wood e a bateria contagiante de Billy Martin cativam os ouvintes logo na primeira audição de qualquer disco.

Depois que o tecladista Medeski adicionou um órgão Hammond, diante das dificuldades de viajar em turnês com um piano, essa mudança fez com que o grupo fosse direcionado para o Soul Jazz levando o trio a incorporar outros gêneros musicais, incluindo o Funk, o Hip Hop, o Trip Hop e o Free Jazz.

Com 24 discos gravados (por ai você tira a inquietude musical do trio) e dezenas de outros projetos paralelos, os três também organizam o retiro musical anual “Camp MMW”, em Catskills, com aulas de música, seminários, filmes e Jam Sessions, esse retiro incentiva e perturba ao mesmo tempo músicos promissores a saírem de suas zonas de conforto.

Pois é filhote! digestão sonora tem que ser a longo prazo.

Consuma:

Mr.Groove

Nenhum comentário:

Postar um comentário