segunda-feira, 28 de maio de 2012

Maga Bo - Quilombo do futuro


Quilombo do Futuro mergulha profundamente em ritmos afro-brasileiros e cultura de sound system. São as raízes do terreiro crescendo e tomando o asfalto. Derrubando pouco a pouco. A vida que surge da decadência urbana. Coco, maculelê, samba, jongo e capoeira encontra ragga e dub, hip hop e kuduro, grime e dubstep. Elementos orgânicos com produção eletrônica fazem pressão no sistema de som. É batucada e bass, médios, agudos. TUDO.

Maga Bo tem trabalhado e se apresentado em mais de 40 países – de Nova Delhi à Sydney, Berlin à Addis Ababa, Nova Iorque à Brasília, sempre com os pés (e ouvidos) firmemente enraizados no eixo sonoro RJ/SP/SSA – Rio de Janeiro/São Paulo/Salvador. Inspirado tanto pelas turnês internacionais no mundo de global beats e bass quanto nas rodas afro-brasileiras no Rio de Janeiro, Quilombo do Futuro, oferece uma justaposição cuidadosa de bass cru e pesada com subtileza orgânica, instrumental e vocal. Longe de depender de loops pré-fabricados, esse disco foi gravado com alguns dos mais originais e brilhantes músicos em atuação no Brasil.

Trabalhando com músicos Brasileiros celebrados, BNegão, Gaspar, Lucas Santtana eMarcelo Yuka, o disco também traz novos talentos, Funkero, Biguli e membros daBaianaSystem. O seu mestre de capoeira angola, Mestre Camaleão, traz o berimbau enquanto os vocais da Rosângela Macedo evocam o terreiro. De Guyana, via Nova Iorque, Jahdan Blakkamoore e o panamenho, via Chicago, MC Zulu, trazem a vibe do dancehall aos riddims que poucos conseguem tocar. Toda a percussão foi gravada e produzida por Maga Bo com o percussionista João Hermeto, parceiro de longa data.

Os quilombos foram comunidades autônomas, fundadas por ex-escravos no brasil colonial. Quilombo do Futuro é mais do que um possível espaço físico: é uma potencial aglomeração mundial de resistência cultural. Depois de séculos de riqueza gerada por uma economia construída sobre a escravidão, o Quilombo do Futuro é uma quebra desse legado. Formado por uma comunidade baseado em pluralidade, democracia inclusiva e comunicação direta, a sua resistência cultural é fundamental para a criação de uma existência saudável e sustentável na atual fase de dominação mundial pelas corporações.

Nascido nos EUA e radicado no Rio de Janeiro desde 1999, Maga Bo tem colaborado com Mulatu Astatke, Issa Bagayogo, Bollywood estrela Shilpa Rao e o fundador de Asian Dub Foundation, Dr. Das. Tem lançado remixes elogiados de Poirier, Luisa Maita,Filastine, Blick Bassy e Bomba Estéreo. Sua música tem sido lançada na Tru-Thoughts, Ninja Tune, Cumbancha, Dutty Artz, World Connection e muitas outras. Entre as muitas turnês internacionais, ele tem se apresentado no Sydney Festival,WOMEX, Club Transmediale e Mundial.

Mais informações:

Mr.Groove

Nenhum comentário:

Postar um comentário