segunda-feira, 23 de julho de 2012

Babi Jaques & Os Sicilianos



A máfia do Recife

Bem vindos à taverna musical formada por Alexandre Barros na bateria, Bárbara Jaques no vocal e percussão, Thiago Lasserre no contrabaixo e Well na guitarra. Trajados ao melhor estilo Don Corleone, esses mafiosos trazem um som cheio de influências da música do mundo.

Com a proposta de aproximar cada vez mais as esferas artísticas, os recifenses da banda Babi Jaques e Os Sicilianos interligam elementos visuais e cênicos a sua estética musical, recriam uma realidade paralela onde os integrantes fazem parte de uma família siciliana que vive na “década de 50 de 2012”. O intuito dessa junção é apresentar ao público uma identidade artística singular, traduzida nas roupas vintage, na performance peculiar, na musicalidade antropofágica e nos equipamentos, que ultrapassam a sua finalidade técnica tornando-se também parte do cenário, como o microfone caricato e o contrabaixo acústico-elétrico.

A banda Babi Jaques e Os Sicilianos já se apresentaram em vários festivais pelo país, dentre os quais podemos destacar: Demosul (PR), Macondo Circus (RS), Festival de Inverno de Garanhuns (PE), Festival de Inverno de Ouro Preto (MG), Festival de Inverno de Itabira (MG), Festival de Inverno de Amparo (SP), Festival de Rock da Lua Grande (PA), Festival Fogo no Cerrado (MS), Pré-Amp (PE), Festival Rock Feminino (SP), Funmusic (BR), Botucanto (SP) e Festival Pernambuco Nação Cultural (PE). Além disso, participou dos eventos: Circuito de Interações Estéticas da Funarte (MG), 7ª Bienal da UNE (RJ), Cedo e Sentado no Studio SP (SP) e Carnaval Multicultural de Recife (PE). E se apresentou em locais como Teatro Odisséia (RJ), Casa São Jorge (SP), São Brás (BA) e Divina Comédia (RS). Trabalhando independente desde 2009, os jovens músicos já percorreram treze estados brasileiros (PE, SP, RJ, MG, PR, SC, RS, MS, PA, TO, CE, BA e PB) e conquistaram nessa caminhada quatorze premiações. Além disso, foram pré-selecionados para o Prêmio da música Brasileira em 2011.

O espetáculo

Tem como proposta interligar estilos variados de música de origens e épocas distintas, absorvendo suas características e introduzindo-as em sua criação artística. Com o intuito de aproximar as esferas artísticas do cinema, artes plásticas e artes cênicas, Babi Jaques e Os Sicilianos oferecem em seu show um espetáculo que remete o público a uma realidade paralela aonde os integrantes fazem parte de uma família mafiosa siciliana que vive na “década de 50 de 2012”.

Influências

Formam um caleidoscópio artístico influenciado por Itamar Assumpção, Tom Zé, Novos Baianos, Gilberto Gil, Arnaldo Batista, Edvaldo Santana, Camille, Paris Combo, Tom Waits, Cidadão Instigado, Amy Winehouse, Luiz melodia, Elis Regina, James Brown, Ambrassband.

Consuma:

Mr.Groove

Nenhum comentário:

Postar um comentário