quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Babi Jaques e Os Sicilianos premiados no Web Festvalda

Babi Jaques e Os Sicilianos
Os mafiosos da Babi Jaques e Os Sicilianos trouxeram mais um prêmio para o Nordeste e para Pernambuco. Dessa vez foi o primeiro lugar no Web Festvalda, mostra competitiva realizada na mais tradicional casa de shows do Rio de Janeiro, o Circo Voador, nos dias 16, 17 e 18 de agosto. Os dois primeiros dias foram reservados para as semi-finais, onde as vinte e quatro bandas selecionadas se apresentaram concorrendo a uma vaga para a final. A finalíssima aconteceu no sábado, dia 18, com 13 bandas de todas as partes do país e teve Os Sicilanos como os grandes vencedores da noite. Para a seletiva de sua décima sétima edição, o evento recebeu mais de quinhentas inscrições de todo o Brasil. Os shows foram transmitidos ao vivo pela Web e contaram com mais de 180 mil acessos.

A participação no Festival marcou o encerramento de um ciclo para o grupo. Nos dois últimos anos, a banda rodou por todas as regiões do Brasil e conquistou dezenas de premiações em festivais desse tipo. Fruto de uma dessas premiações e planejado para ser lançado no primeiro semestre do próximo ano, o primeiro álbum de Babi Jaques e Os Sicilianos virá acompanhado de um novo espetáculo e de um DVD que, além de apresentar as performances musicais do grupo, contará um pouco do modus operandi Siciliano de produzir e gerenciar música, bem como as histórias e estórias vivenciada por eles na estrada.

Além disso, Os Sicilianos estão prestes a lançar o documentário "Sabe lá o que é isso". O vídeo foi argumentado e produzido pelo grupo em parceria com o escritor e cineasta Wilson Freire por meio da sua Candiero Produções Audiovisuais. O filme tem como mote principal uma discussão acerca das inovações estéticas ocorridas com o frevo ao longo de sua história. Ainda dentro da narrativa, ele conta um pouco dos 80 anos de resistência do bloco Batutas de São José, da destruição física do bairro de São José na década de 1970, da história do Carnaval de rua do Recife e da relação dos membros da banda com a música pernambucana. A produção conta com a participação do jornalista José Teles, do Maestro Spok, do escritor e compositor Marcelo Varela e do radialista Hugo Martins, conhecido como "a enciclopédia viva do frevo". O documentário será lançado no dia 6 setembro, dentro da programação da mostra de cinema da MIMO.

Consuma:

Mr.Groove

Nenhum comentário:

Postar um comentário